A ENGENHARIA AGRONÔMICA


A palavra agronomia vem do grego, "agrós" significa campo e "nomos" é referente a norma ou lei, numa tradução livre seriam as "leis do campo". Na concepção moderna, trata-se do conjunto das ciências e dos princípios que regem a prática da agricultura.
O estudo da agronomia envolve as ciências exatas, naturais e sociais, abrangendo tudo o que se refere a natureza e a interação de seres vivos com o ambiente. A tecnologia aplicada na área visa basicamente a produção, conservação, comercialização e consumo de alimentos, com a máxima atenção à preservação do meio ambiente e a saúde humana e dos animais.
A agronomia é exercida pelo engenheiro agrônomo, que deve possuir diploma de faculdade ou escola superior de Engenharia Agronômica, reconhecida, no País.
O curso superior de agronomia tem duração de cinco anos e abrange, além das disciplinas acadêmicas, participação em seminários e aulas práticas de campo e de laboratório. Cada Faculdade possui o mínimo de disciplinas exigidas para a formação do engenheiro agrônomo.

DIFERENÇA ENTRE AGRONOMIA E AGRICULTURA


Agronomia é a ciência que estuda e pesquisa as práticas de produção agropecuária, onde a agricultura está inclusa. A Agricultura trata da produção de culturas de origem vegetal, como por exemplo, soja,arroz,feijão, frutas,etc.
Na prática, a agronomia extrapola esse conceito, pois os engenheiros agrônomos estão habilitados para atuar em muitas outras áreas, tais como, a tecnologia de alimentos, a produção de etanol e madeira, bem como a economia agrícola, mecanização, aviação agrícola, engenharia rural e muito mais.


DISCIPLINAS BÁSICAS DO CURSO DE ENGENHARIA AGRONÔMICA


• Anatomia e morfologia vegetal
• Biologia
• Desenho técnico
• Física (teoria e prática)
• Geologia e pedologia
• Genética
• Informática
• Iniciação à ciências agrárias
• Matemática
• Química analítica (teoria e prática)
• Química orgânica
• Zoologia
• Agrometeorologia
• Bioquímica
• Ecologia
• Economia e desenvolvimento agropecuário,
• Entomologia agrícola
• Estatística e experimentação agrícola
• Fertilidade do solo e nutrição de plantas
• Forragicultura e pastagem
• Melhoramento genético animal
• Melhoramento genético vegetal
• Metodologia da pesquisa científica
• Microbiologia agrícola
• Nutrição e alimentação animal
• Sistemática vegetal
• Sociologia rural
• Agricultura
• Fisiologia vegetal
• Fitopatologia
• Gestão de empresas rurais e agronegócios
• Hidrologia e manejo de bacias hidrográficas
• Manejo e conservação do solo
• Máquinas agrícolas
• Olericultura
• Sensoriamento remoto e cartografia
• Silvicultura e manejo de recursos florestais
• Topografia
• Zootecnia
• Apicultura
• Construções e eletrificação rural
• Cultivo de plantas medicinais e aromáticas
• Extensão rural
• Fruticultura
• Hidráulica
• Irrigação e drenagem
• Jardinagem e paisagismo
• Legislação agrária
• Avaliação e perícias
• Planejamento agropecuário e agroindustrial
• Tecnologia e industrialização de produtos florestais
• Tecnologia de produtos de origem animal e vegetal
• Tecnologia de sementes

O ENGENHEIRO AGRÔNOMO


A Lei n° 5.194, de 24 de dezembro de 1966, que regula o exercício da profissão de engenheiro agrônomo - juntamente com as leis do engenheiro e arquiteto - define em seu Artigo 1º que a profissão do engenheiro agrônomo é caracterizada pelas realizações de interesse social e humano que importem na realização dos seguintes empreendimentos:

A) Aproveitamento e utilização de recursos naturais;
B) Meios de locomoção e comunicações;
C) Edificações, serviços e equipamentos urbanos, rurais e regionais, nos seus aspectos técnicos e artísticos;
D) Instalações e meios de acesso a costas, cursos, e massas de água e extensões terrestres;
E) Desenvolvimento industrial e agropecuário.

O Engenheiro Agrônomo pode desempenhar suas atribuições em estabelecimentos públicos ou privados, como empregado, empregador ou autônomo, em atividades de pesquisa, administração e planejamento, análise de projetos, assistência técnica, transferência de tecnologia, perícias e vistorias, gerenciamento de projetos e propriedades agropecuárias, engenharia rural, defesa sanitária, comercialização, crédito rural e outras.


O ENGENHEIRO AGRÔNOMO DEVE REUNIR ALGUMAS HABILIDADES, TAIS COMO:


• Vocação para o trato com coisas da Natureza;
• Desempenho de atividades ao ar livre;
• Facilidade de comunicação;
• Presteza de raciocínio;
• Sociabilidade;
• Criatividade;
• Interesse pela atualização e aperfeiçoamento profissional.