Home Notícias / Canadá tem novo programa de imigração agroalimentar

Canadá tem novo programa de imigração agroalimentar

País carece de mão de obra qualificada e busca  profissionais  no mundo inteiro

O governo federal canadense está com o programa piloto de imigração agroalimentar aberto desde julho deste ano para combater a escassez de mão-de-obra no setor agrícola. O programa de três anos é o primeiro fluxo de imigração específico do setor lançado pela Imigração, Refugiados e Cidadania do Canadá (Immigration, RefugeesandCitizenship Canada). Este permitirá no máximo 2.750 candidatos, além de seus familiares, apresentar candidaturas a cada ano. A escassez de mão-de-obra na indústria agrícola do Canadá poderá aumentar para 114 mil em 2025. As ocupações e indústrias elegíveis para o projeto incluem: supervisor agrícola e pecuarista especializado em processamento de carne, produção de cogumelos (e outras) e criação de gado. De acordo com o Governo do Canadá (Governmentof Canada), a agricultura e o processamento contribuem com US$100 bilhões e quase 7% para o PIB do Canadá.

Um dos caminhos indicado para conseguir emprego no Canadá é através de estudos: cursos careercollege (curso técnico de dois anos), universidades e pós-graduação. O país tem se mostrado a melhor alternativa para os brasileiros que decidem buscar uma vida melhor em países de primeiro mundo. Multicultura, inglês sem sotaque, dólar mais barato, educação de qualidade e oportunidades de carreira e desenvolvimento profissional. São esses os principais motivos pelos quais o Canadá aparece hoje como destino favorito dos brasileiros para morar, estudar e investir em negócios. Mas quem estiver interessado em ocupar uma destas vagas, é preciso também ter proficiência no inglês e/ou no francês. “É um dos fatores decisivos na hora de concorrer a uma vaga. Não esquecendo que o Canadá é um país bilíngue e muitas vezes são exigidos os dois idiomas. Quebec é um bom exemplo desta situação.”, lembra a CEO da Canada Intercambio, Rosa Maria Troes.

Indústria agrícola canadense em números de acordo com o site do Governo do Canadá

  • A agricultura e o processamento contribuem com US$100 bilhões e quase 7% para o PIB do Canadá.
  • A agricultura alimenta 37 milhões de canadenses.
  • Diferença atual da força de trabalho: 60 mil trabalhadores.
  • Intervalo projetado para 2025: 114 mil trabalhadores.
  • A taxa de vacância de 7% custa US$ 1,5 bilhão em vendas perdidas.
  • US$ 25 por hora para dirigir uma colheitadeira em Saskatchewan.
  • Os trabalhadores sazonais representam 53% da força de trabalho agrícola.
  • Trabalhadores internacionais representam 12% da força de trabalho agrícola. As vagas disponíveis são de: pecuarista especializado em processamento de carne, produção de cogumelos durante todo o ano, produção de estufa ou criação de gado; açougueiro de varejo e industrial.

Alguns dados de mercado do Governo Canadense – Departamento Agricultura.

– Em 2018, o Canadá produziu 1,3 milhão de toneladas de carne de bovino e é o quinto maior exportador global de carne de bovino.

– Há mais de 11.280 fazendas leiteiras no Canadá. O setor de laticínios canadense gera mais de US $ 20 bilhões anualmente. – A agricultura contribui com mais de US$ 100 bilhões anualmente para a economia do país. É o quinto exportador agrícola do mundo.