Capital do Pescado


A região de Franca, nacionalmente conhecida pela excelência de seus cafés naturais e calçados, acrescenta um novo produto a sua lista: a tilápia. O secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, visitou o município na sexta-feira, 11 de dezembro, e destacou as ações da Pasta para o setor durante inauguração de uma nova unidade de empresa alimentícia no local.
Com investimentos de aproximadamente R$ 15 milhões, as instalações destinam-se ao recebimento, manipulação, frigorificação, distribuição e comércio de pescado. A fazenda com os tanques-rede de criação de tilápia têm oito hectares de área e capacidade produtiva mensal de 400 toneladas. Arnaldo Jardim, que pretende deflagrar um processo de fortalecimento da piscicultura no Estado, em 2016, reuniu-se com produtores e lideranças do município e conheceu algumas atividades do frigorífico.
“Estamos concluindo a legislação sobre os parques aquícolas, que podem se constituir em um forte adicional de renda para o agricultor. Em nosso Centro de Pesquisa do Pescado Continental, do Instituto de Pesca, estamos desenvolvendo pesquisas sobre pragas, manejo e aumento de produtividade que vão alicerçar esse grande programa de piscicultura que vamos lançar em São Paulo”, afirmou o secretário.
A modernização da piscicultura e a ampliação da fruticultura e produção de leite são os objetivos da Secretaria de Agricultura para o próximo ano, afirmou Arnaldo Jardim. Juntamente com a revisão da legislação para a agroindústria familiar, que deverá flexibilizar a burocracia sem descuidar da qualidade e sanidade dos produtos, contribuirão para aumentar a renda no campo. “Vamos trazer o governador Alckmin para conferir o que está acontecendo neste município. A empresa pode fornecer os alevinos e os produtores criarem em suas propriedades, semelhante ao que ocorre na avicultura, é um processo em que todos podem ganhar”, concluiu o secretário.
Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o peixe, que é uma importante fonte de proteína e ômega 3, ainda é um alimento pouco consumido por nossa população, seja pelos altos preços ou pela dificuldade de conseguir produtos de qualidade, afirmou Arnaldo Jardim. “No frigorífico, foi desenvolvido um método para manter o peixe fresco por até 15 dias. É semelhante ao processo utilizado para manter os frios fatiados que encontramos na gôndola do supermercado. Eles trabalham com atmosfera modificada, sem nenhum tipo de aditivo. A população vai ter acesso a um alimento fresco, de qualidade, mesmo quando o supermercado não tiver uma peixaria”, ressaltou.
Abrão Bisco Filho, prefeito de Rifaina, também está feliz com a instalação de uma unidade da empresa em seu município. “Ninguém consegue fazer nada sozinho, oferecemos à MFoods toda a infraestrutura, hoje não temos problema de desemprego em nossa cidade; na verdade é preciso buscar trabalhadores em outros municípios”, afirmou. E como prefeito tem sempre um obra aguardando o momento oportuno, aproveitou para solicitar ao secretário a recuperação da estrada rural que leva à fazenda de criação de tilápias.
“Nossas instalações proporcionam maior sustentabilidade, melhor controle da produção e melhor qualidade do produto final. Elas atendem aos requisitos das agências estaduais e federais e contam com todas as licenças ambientais exigidas. Neste momento, o mercado paulista é prioritário, mas pretendemos estender a atuação a outros Estados e países”, afirma Gustavo Bozano, representante da empresa.
Também compareceram ao evento: Alcides Diniz dos Santos, vice-prefeito; Edivaldo Batista Ferreira, presidente da Câmara dos Vereadores; os vereadores Tiãozinho, Julimar, Edinho, Maílson Nazaré, Eurípedes Pedregulho e Fernando Morenghi; Hugo César Lourenço, ex-prefeito do município; Fernando Cruz, presidente do Partido Popular Socialista (PPS); os secretários Antônio Eustáquio, (Obras), Paulo Roberto Pinho (Agricultura) e Edgard Ajax Reis Filho (Educação); Guilherme Luiz Andrade, diretor do Escritório de Defesa Agropecuária (EDA) de Franca e Pedro Avelar, diretor do Escritório de Desenvolvimento Rural (EDR) de Franca; Eduardo Rodrigues, diretor da Casa de Agricultura de Rifaina; Omar Rodrigues, presidente da Associação dos Pequenos Produtores Rurais de Rifaina e Marcelo Papito, assessor do deputado estadual Welson Gasparini.

Fonte original: Assessoria de imprensa SAA