Produção orgânica


Os agricultores que desejam mudar seu sistema de produção convencional para o orgânico, sem uso de agroquímicos, terão até R$ 500 mil em linha de crédito da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo. Por meio do Fundo de Expansão do Agronegócio Paulista (Feap).
Podem participar da linha de crédito Agricultura Orgânica produtores rurais enquadrados como beneficiários do Feap, além de suas associações e cooperativas. O teto de financiamento é de até R$ 200 mil por produtor rural, pessoa física ou jurídica, e até R$ 500 mil por cooperativa ou associação de produtores rurais. Para ter acesso aos recursos, é preciso que seja apresentado um plano de manejo orgânico.
O recurso pode ser utilizado na aquisição de equipamentos e insumos destinados à transição agroecológica e à modernização da produção orgânica como bomba carneiro, roda d’água, cata-vento, bomba d´água hidráulica, biodigestor e cisterna e/ou cacimba. São itens financiáveis, ainda, sistemas de produção de energia solar e eólica; sistemas de coleta, estocagem, tratamento e distribuição de água proveniente de chuva e de outras origens.
A linha do Feap contempla também sistemas de proteção com uso de telados para sol e chuva; sistemas de irrigação por gotejamento ou microaspersão; instalações para sistematizar e multiplicar mudas e sementes próprias para a produção orgânica sustentável; instalações e equipamentos para a produção de fertilizantes e defensivos orgânicos.

Fonte Original:Uagro