Safra recorde


Levantamentos divulgados essa semana apontam para mas uma grande safra de grãos no país. De acordo com o IBGE, a produção deve chegar a 210,7 milhões de toneladas. A Conab também prevê uma safra recorde.
Esse é o quinto levantamento da Conab. A safra brasileira de grãos deve chegar a 210,3 milhões de toneladas, com aumento de 1,3% em relação à safra passada. Mas na comparação com o último levantamento, feito em janeiro, houve uma queda de 200 mil toneladas na produção.
A previsão é que a safra mais uma vez seja recorde, impulsionada principalmente pela soja. O país deve colher 100,9 milhões de toneladas do grão, com crescimento de 4,9% em relação ao ano passado. Mesmo assim, a estimativa é de quase 1,2 milhão de toneladas a menos do que previsão anterior. Mato Grosso, maior produtor, enfrentou problemas com o clima.
A produção de milho primeira safra será de 28 milhões de toneladas com queda de 6% em relação ao ano passado por causa da redução da área plantada, que foi substituída pela soja. Já o levantamento aponta um pequeno crescimento que pode chegar a 1% do milho segunda safrinha.
“Do ponto de vista de preço e remuneração da safrinha, ela é muito positiva. Havendo janela para os produtores plantarem safrinha, eles terão bastante apetite em gerar uma safrinha grande. O que vai ser bastante interessante porque a perspectiva de exportação de milho neste ano foi muito boa e tudo indica que o ano que vem também será muito boa”, diz André Nassar, secretário de Política Agrícola – MAPA.

Fonte original: Globo Rural