Preço da batata


A colheita da batata avança, a oferta aumenta, mas os preços do produto não recuam. Segundo Índice de Preços ao Consumidor (IPCA), o valor pago pela batata subiu quase 51% só este ano e o mercado não dá sinais de retração. Na última semana, de acordo com o indicador Cepea/Esalq, a batata tipo ágata registrou alta de 15,56% no atacado, sendo comercializada por R$ 237,12 a saca de 50 quilos, em média.
O ritmo da colheita é bom no Paraná e em Minas Gerais, duas importantes regiões produtoras que, juntas, representam 75% da produção que chega ao mercado neste mês. O problema está na produtividade, que vem reduzindo ano a ano. Em Minas Gerais, por exemplo, a produção saiu de 245 mil toneladas em 2014 para 166 mil toneladas em 2016, queda de mais de 32% na oferta.
O clima, os custos e os preços pouco remuneradores em safras passadas são fatores que impulsionaram essa retração. Mas é o ataque da mosca branca que vem causando maior preocupação na cadeia produtiva. Segundo a Associação Brasileira da Batata, em 2015 a infestação da mosca branca fez reduzir a produtividade, que caiu de 50 toneladas para 20 toneladas por hectare.
Apesar disso, os produtores estão satisfeitos com os preços atuais, o que deve incentivar o plantio e o aumento de área na safra de inverno e na próxima safra das águas.