Fixação Biológica do Nitrogênio


Tendo em vista a relevância da Fixação Biológica do Nitrogênio (FBN) para a vida na terra e seu papel vital no cultivo de leguminosas, com destaque para a soja, a Associação Nacional dos Produtores e Importadores de Inoculantes (ANPII) lança seu primeiro curso a distância, destinado aos estudantes de agronomia, profissionais do agronegócio e produtores.
Para Solon Cordeiro Araújo, consultor da ANPII e professor idealizador do EAD, a massificação do conceito de inoculação das sementes em culturas como soja, milho e feijão, torna-se cada vez mais necessária devido aos adventos que ocorrem no campo como variações climáticas, pragas, necessidade de maior produtividade e alimentos cada vez mais saudáveis e que levam em conta a proteção ao meio ambiente. “Com este curso formalizamos a missão da associação que é difundir o uso do inoculante e buscar constantemente a melhoria da qualidade para atender a necessidade de elevadas produtividades do agricultor brasileiro”, aponta Araújo.
O curso “Iniciação à Fixação Biológica do Nitrogênio – FBN” está dividido em cinco módulos e aborda os princípios básicos do uso de inoculantes na lavoura. A ementa desenvolvida é fruto de uma longa vivência no campo da inoculação em seus diversos aspectos, tendo sido criado com colaboração dos departamentos técnicos das empresas associadas com o objetivo de compartilhar conhecimento com estudantes de agronomia e agricultores sobre este importante assunto.
“Observamos que quando o aluno sai da faculdade e se depara com a necessidade de orientar o agricultor no uso de inoculantes há falta de informação sobre o tema. Para quem está no campo nem sempre é fácil encontrar estes conhecimentos de forma ordenada, com resultados e orientações consolidadas; por isso o curso visa também minimizar essa lacuna e servir de informação para quem atua diretamente nessa área”, explica o consultor.
Todo o conteúdo está disponível gratuitamente em uma plataforma online que pode ser acessada pelo site: www.anpii.org.br.