Nova associação


A cadeia produtiva paulista de soja ganhou mais uma representatividade: a Aprosoja São Paulo.
A entidade, ligada à Associação Brasileira de Soja (Aprosoja Brasil) foi lançada durante a VII Expam (Exposição Agropecuária da Alta Mogiana), nesta sexta-feira, 21, em Ituverava. A entidade será presidida pelo produtor rural e presidente do Sindicato Rural de Ituverava, Gustavo Chavaglia, que em sua posse ressaltou a necessidade de melhorar a representatividade política e econômica dos produtores de soja paulistas no Brasil. "Nós queremos ampliar o debate para valorizar a nossa cultura, que é a 8ª maior no Brasil. Atuando em sintonia com a Aprosoja Brasil, iremos fortalecer a nossa cadeia produtiva", destacou.
Para o presidente da Aprosoja Brasil, Marcos da Rosa, a soja está no DNA da produção paulista e precisa ser fortalecida para melhorar os canais de escoamento e estreitar os laços com outros Estados. "São Paulo tem uma importância muito grande para o setor agroindustrial, devido ao seu alto nível de investimento em tecnologia que agrega valor à sua produção", destacou.
Em São Paulo, são plantados cerca de 90 hectares de soja, representando uma produção de 2,5 milhões de toneladas de grãos. A produtividade é de 50 a 60 sacas por hectare.
Para o diretor regional do Escritório de Desenvolvimento Rural (EDR) de Orlândia, Paulo Leão, que representou no lançamento o secretário da Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, a criação da Associação, que é a primeira no Sudeste, é fundamental para o fortalecimento dos produtores da região, uma das mais produtivas do Estado. "A cultura de soja é muito importante e forte na região de Ituverava, que tem mais de 65 mil hectares e produz cerca de 54 sacas por hectare", enumerou.
Arnaldo Jardim ressaltou que a Aprosoja pode trabalhar em sintonia com a Secretaria de Agricultura para criar melhores condições para o produtor rural. "Nós temos que estreitar os laços para fortalecer essa cadeia produtiva fundamental para o agronegócio. Por meio dessa parceria, podemos desenvolver políticas públicas, criar novas tecnologias para aumentar a produtividade no campo. Incentivar a pesquisa e apoiar o produtor rural são determinações do governador Geraldo Alckmin”, disse o secretário, que esteve na Expam para visitar a feira e se reunir com os produtores.