Mercado agrícola


Levantamento realizado pelo Superbid, maior portal da América Latina, mostra comercialização de máquinas pesadas e agrícolas nos últimos dois anos
O setor agrícola tem encabeçado a retomada econômica brasileira após o período de crise. Com o maior crescimento em 21 anos, de 13,4% no primeiro trimestre, o segmento também vem movimentando o mercado online. Em dois anos, a comercialização digital de máquinas pesadas e agrícolas movimentou mais de R$ 135 milhões.
Os dados são da Superbid, principal plataforma de leilões online da América Latina. O levantamento engloba os leilões realizados entre os anos de 2016 e 2017, que envolveram a venda de 3 mil lotes. No comparativo anual, o setor agrícola apresentou um crescimento de 46% somente em 2017. Até o final do ano, a expectativa é fechar com arrecadação 20% acima da registrada em 2016.
A popularização dos leilões online na categoria vem ocorrendo em todo o território nacional. A maior parte das ofertas (25,6%) está em São Paulo. O Paraná responde por 15,1% do total. Outros estados produtores, como Minas Gerais, Goiás e Rio Grande do Sul são responsáveis, respectivamente, por 13,3%, 7,7% e 6,8% das ofertas.
“Diferente da venda direta, o leilão possibilita uma negociação muito mais rápida dos bens, aproximando a oferta da demanda”, diz Jacqueline Luz, diretora Comercial do Superbid. “Além disso, os preços são melhores do que nas operações de revenda, já que não há intermediários envolvidos que também precisam lucrar com o negócio. Dessa maneira, tanto os vendedores quanto os compradores saem ganhando”, afirma.