Agronegócio


As exportações setoriais de São Paulo representaram 19,7% das vendas externas brasileiras, no primeiro mês do ano.
Em janeiro de 2018, as exportações do Estado de São Paulo somaram US$ 3,63 bilhões (21,4% do total nacional) e as importações, US$ 5,17 bilhões (36,4% do total nacional), registrando um déficit de US$ 1,54 bilhão, informa o Instituto de Economia Agrícola (IEA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento. Em relação a janeiro passado, o valor das exportações paulistas aumentou 6,5% e o das importações 18%, aumentando o déficit comercial (58,8%).
No mesmo período, o agronegócio paulista apresentou queda nas vendas externas (-17,1%), registrando US$ 1,21 bilhão; enquanto as importações subiram (+4,9%), somando pouco mais de US$ 430 milhões, movimento que provocou a redução de 25,7% no saldo comercial, em relação ao primeiro mês de 2017, atingindo US$ 780 milhões. Essa queda está relacionada principalmente à diminuição do valor exportado do complexo sucroalcooleiro que registrou queda de 42% em janeiro de 2018. Mesmo com a diminuição do superávit, os resultados positivos do agronegócio estadual são extremamente importantes para reduzir déficit do comércio exterior paulista acumulado nos demais setores, afirmam José Alberto Angelo e Marli Mascarenhas Oliveira, pesquisadores do IEA, responsáveis pelo artigo.
A balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 2,77 bilhões, montante 16,4% maior que o obtido em janeiro de 2017. As exportações somaram US$ 16,97 bilhões e importações de US$ 14,20 bilhões. As exportações do agronegócio brasileiro aumentaram 4,8% em janeiro de 2018, quando comparadas com o mesmo período do ano anterior, atingindo US$ 6,15 bilhões (36,2% do total). Já as importações do setor caíram 2,4%, somando US$ 1,24 bilhão (8,7% do total). O superávit do agronegócio foi de US$ 4,91 bilhões, sendo 6,7% superior ao do mesmo período do ano passado.