Etanol mais verde


Nesta sexta-feira, 6 de abril, a Comissão de Agricultura da Assembleia Legislativa (CAE), participou da assinatura a resolução das diretivas do Protocolo Agroambiental – Etanol Mais Verde.
A nova fase do Protocolo Agroambiental busca consolidar o desenvolvimento sustentável da cadeia produtiva de etanol, açúcar e bioenergia e superar os desafios advindos da mecanização da colheita de cana-de-açúcar.
“O Estado de São Paulo se tornou referência no desenvolvimento sustentável, investindo no crescimento e na produção agrícola sem deixar de preservar o meio ambiente”, afirmou o deputado Itamar Borge, presidente da CAE.
“A nova fase do Protocolo Agroambiental é alicerçado em três pilares: geração de água, biodiversidade e cobertura vegetal”, ressaltou o secretário Maurício Brusadin.
Assinado pela primeira vez em 2007, o Protocolo visava ao desenvolvimento de ações de estímulo à sustentabilidade da cadeia produtiva de etanol, açúcar e bioenergia, com boas práticas de produção, conservação de solo e água, eliminação do uso do fogo na colheita da cana e proteção e restauração das áreas ciliares, reúso e reciclagem de resíduos do processamento da cana dentre outras.
“Tenho a convicção de que o caminho das ações do estado é a parceria entre o público e o privado”, completou Rubens Rizek, secretário da Agricultura e Abastecimento.
O evento contou ainda com a participação do deputado federal Arnaldo Jardim, ex-secretário da Agricultura, do diretor de reações institucionais do grupo Tereos, Beto Perosa, além de lideranças do setor e funcionários da Secretaria da Agricultura.

Fonte: assessoria de imprensa