Novas pragas


Produtores e técnicos agrícolas estão em alerta com novas pragas no campo. Segundo a Associação Nacional Defesa Vegetal (Andef), três novas pragas foram identificadas no Brasil nos últimos meses. A que mais preocupa foi encontrada no Rio Grande do Sul, em julho deste ano.
Chamada de "Mosca da Haste da Soja", esta é uma importante praga na Austrália, causando perdas de até 30% na produção de grãos. Também está presente em lavouras da Ásia, Paraguai e Argentina - possível porta de entrada para o território brasileiro.
Outra ameaça apontada pela associação é uma nova variedade da Helicoverpa. Encontrada no Ceará, essa nova lagarta pode ser bastante agressiva. Estima-se que esta praga possa provocar perdas de até 16 sacas por hectare de soja, 54 sacas na cultura do milho e até 76 sacas no algodão.
A terceira e última praga identificada no Brasil nos últimos meses, é a Amaranthus palmeri. Trata-se da principal praga do algodão nos Estados Unidos e foi identificada no Brasil há poucos meses, no estado do Mato Grosso. Segundo registros em lavouras norte-americanas, a falta de controle desta praga pode causar perdas de até 91% na cultura do milho, 79% na soja e 77% no algodão.

Fonte original: Universo Agro