BASF lança Programa de Trainee 2019


A BASF anuncia o início das inscrições para o Programa de Trainee 2019. As oportunidades são para jovens com graduação, mestrado e doutorado concluídos entre dezembro de 2016 a dezembro de 2018, inglês avançado e alemão e espanhol desejáveis. Os interessados podem se inscrever entre 22 de outubro e 20 de novembro pelo site basf.grupociadetalentos.com.br/trainee.
O processo de seleção inclui testes online de eficiência em resolução de problemas, de aderência às competências e valores da BASF e inglês; dinâmicas de grupo e entrevistas com executivos da empresa.
A empresa oferece 15 vagas no programa para São Paulo, com oportunidades para diversas áreas de formação, entre elas: Engenharias, Administração de Empresas, Economia, Química, Marketing, Sistemas da Informação e outros.
Segundo Leticia Médice, gerente de Recursos Humanos da BASF para a América do Sul, colaborar para o desenvolvimento profissional de jovens que estão iniciando suas carreiras reforça o compromisso da BASF em conectar ideias para responder importantes questões sobre o futuro sustentável do mundo. “Investir em um programa de trainee também está em linha com a politica de valorização à diversidade da empresa, que considera este valor essencial para os negócios, uma vez que a soma de diferentes perfis e pensamentos impulsiona a criatividade e a inovação”, destaca.
O programa de trainee da BASF já existe há mais de 25 anos e, desde o início, tem revelado inúmeros talentos, que hoje ocupam posições de destaque na empresa. Esta edição tem duração de 18 meses e os selecionados iniciam o trabalho em fevereiro de 2019.
Henrique de Oliveira, participante do programa em 2013, é gerente para os negócios de Químicos da BASF para América do Sul. “Esta experiência me proporcionou aprendizado em diversas áreas, essencial para a formação profissional. Além do meu crescimento no programa, hoje como um líder da empresa entendo como a química é importante para o fornecimento de soluções e tecnologias que nos permitirão criar um futuro sustentável”, comenta Oliveira.

Fonte: assessoria de imprensa Basf