Tahiti: oferta cresce e preço cai


A oferta de lima ácida tahiti com maior calibre está aumentando gradualmente no estado de São Paulo, favorecida pelas chuvas de outubro e novembro. Nesse cenário, a disponibilidade da fruta miúda, que era elevada até meados deste mês, tem diminuído. Na parcial de novembro (até o dia 22), o preço da tahiti já é quase 40% inferior ao registrado em outubro. Nesta semana (de segunda a quinta-feira), a média da variedade foi de R$ 33,09/cx de 27 kg, colhida, recuo de 24,8% em relação à da semana passada. Quanto à laranja, as chuvas, a leve frente fria e os feriados da Proclamação da República e da Consciência Negra travaram o mercado nos últimos dias. Contudo, embora a demanda tenha sido menor, a colheita também diminuiu, por conta das precipitações, o que evitou desvalorizações mais expressivas. De segunda a quinta-feira, a variedade pera registrou média de R$ 29,77/cx de 40,8 kg, na árvore, recuo de 1,4% em relação à da semana passada. Para os próximos dias, segundo pesquisadores do Cepea, a elevação da oferta de tardias e temporãs deve continuar interrompendo o movimento de alta dos preços da pera. Fonte: Agrolink