Perto da meta


A Abiove, associação que reúne as grandes tradings do setor, previu recentemente exportações de 45 milhões de toneladas da oleaginosa neste ano, um volume recorde. Com a disponibilidade do produto reduzida, após exportações aceleradas em meses anteriores, o ritmo de embarques em setembro está abaixo do registrado um ano atrás.
Os embarques do grão ficaram em 141 mil toneladas por dia até a semana passada, contra 165 mil toneladas por dia em setembro de 2013.
Enquanto isso, os embarques de milho continuam mais lentos que os de soja. Nas primeiras três semanas do mês foram exportadas 121 mil toneladas por dia do cereal. O ritmo também está abaixo do visto um ano atrás, de 164 mil toneladas/dia.
Considerando-se o ano comercial estabelecido pelo governo federal, que para o milho começa em 1º de fevereiro, o Brasil já embarcou 7,28 milhões de toneladas do cereal.
Para que seja cumprida a projeção de embarque de 21 milhões de toneladas na temporada feita pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), seriam necessários embarques de cerca de 3,4 milhões de toneladas entre outubro e janeiro, um ritmo semelhante ao registrado na temporada passada.

Fonte Original: Reuters