A importância do planejamento e da formação profissional


Essencialmente entendo que são dois os termos essenciais nesse processo: planejamento e formação profissional. Por definição, planejamento é uma ferramenta administrativa, que possibilita perceber a realidade, avaliar os caminhos, construir um referencial futuro, o trâmite adequado e reavaliar todo o processo a que o planejamento se destina. Sendo, portanto, o lado racional de uma ação administrativa. Pode até parecer óbvio, mas acompanhando os descalabros da administração pública deste país, e também, porque não dizer, de forma parcial da própria administração privada, é fácil perceber que planejamento não é o forte da nossa sociedade. Talvez até porque os maus exemplos se destaquem. Mas é tanto improviso, tanto absurdo, seja na administração privada, como principalmente na pública, que nos dá a impressão de que a maioria dos administradores leva a vida na base do açodamento, palavra com sentido contrário ao planejamento.
Nessa ótica, entendo que um produtor, ou qualquer outro agente do nosso agronegócio, precisa ter como “obcessão” a contínua busca de um bom planejamento. Para um produtor, melhor dizendo, para um empresário rural, por exemplo, o planejamento administrativo deve estar centrado em três grandes vertentes, embora existam outras ramificações: na gestão das compras de insumos; na gestão técnica e operacional das lavouras; e na gestão comercial da produção obtida.
Entrando mais para o lado comercial, na qual tenho centrada a minha atividade profissional, podemos subdividir em quatro grandes pilares de uma empresa rural bem administrada: ter todos os números na mão, com dados passados (históricos), presentes e projetados, incluindo custos de produção, principais indicadores da atividade e preços; acompanhar permanentemente as flutuações desses indicadores; fazer gerenciamento de riscos de preços; e ter uma estratégia comercial geral definida, com objetivos e metas pré-estabelecidos.
Algumas pessoas podem visualizar todas essas ramificações do planejamento e se cansar somente com a leitura. Mas meu caro, não tem outro jeito. E aí é que entra a importância da formação profissional. Por definição, formação profissional deve ser entendida como o processo global e permanente pelo qual as pessoas, através da aquisição e desenvolvimento de competências, se preparam para o exercício de uma atividade profissional ou para a melhoria do seu desempenho. Se você não tem o domínio de todas essas atividades (o que é realmente muito raro), alguém na sua empresa precisa ter. Ninguém nasce sabendo tudo. Pode até possuir dons especiais em algumas dessas áreas. Mas não poderá fugir de gastar bastante tempo em aprendizagem e formação profissional, seja pessoal, seja principalmente de sua equipe.
Então meus caros, mãos à obra. Investido suas energias nesses dois termos, planejamento e formação profissional, você certamente estará caminhando a passos largos na direção da consolidação e do crescimento de sua empresa. Um “AgroAbraço” a todos!!! Flávio França Jr.