Safra de milho


Os preços do milho continuam em fase de ajustamento regional, após as quedas observadas no porto de Santos e na BM&FBovespa na última semana de novembro. As desvalorizações mais intensas nos últimos dias ocorreram nas praças de comercialização do Sudeste e Centro-Oeste do País, mas em Santa Catarina e Rio Grande do Sul, também houve variações negativas acima da média.
Porém, de acordo com dados do Cepea, as quedas têm perdido força, aparentemente devido às expectativas de menor área na segunda safra de milho, especialmente em Mato Grosso. O Indicador ESALQ/BM&FBovespa, referente à região de Campinas (SP), caiu 1,51% entre 1º e 8 de dezembro, fechando a R$ 26,69/saca de 60 kg na segunda-feira. Se considerados os negócios também em Campinas, mas cujos prazos de pagamento são descontados pela taxa de desconto NPR, o preço médio à vista foi de R$ 26,25/sc de 60 kg no dia 8, com retração de 1,6% no mesmo período. No mês de novembro, porém, as altas foram de 5% e 4,8%, respectivamente.

Fonte original: Notícias Agrícolas