SECURA


O levantamento da safra de grãos 2014/15 divulgado nesta quinta-feira pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) – que apontou redução de 2,1 milhão na previsão de 202,18 milhões de toneladas – considera que há restrição de chuva em praticamente metade das regiões agrícolas do país. Os técnicos da Conab avaliam que falta umidade em São Paulo, Minas, Goiás, Bahia, Piauí, leste do Maranhão e leste de Mato Grosso do Sul. Esse corredor seco vai da divisa do Paraná com São Paulo até o Nordeste.
Dentro desse corredor, há regiões em situação mais crítica, e a maior delas estende-se da zona norte de Minas ao centro-sul da Bahia. Em Goiás, onde a produção de grãos concentra-se no Sudoeste, a zona centro-leste estaria em situação ainda mais crítica.
O leste do Maranhão é pior área e o sul do mesmo estado mostra-se como a mais bem abastecida de umidade em toda a nova fronteira agrícola do MaToPiBa (região de produção de grãos que abrange Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia). O Sul do Piauí e o Oeste da Bahia aparecem em situação intermediária.

5 Estados

O corredor de São Paulo ao Nordeste sentem restrição de chuva nas lavouras de grãos, conforme a Conab. Sete estados no lado oeste, incluindo o Sul, têm clima favorável, sem contar dois em situação intermediária (MS e MA).

Fonte original: Agrolink