Preocupações na agropecuária


Para 55% dos produtores agropecuários brasileiros, o aumento dos custos de produção era a maior preocupação que enfrentavam no último trimestre de 2014. No período imediatamente anterior, esse item aparecia em terceiro lugar na lista. As variáveis "clima" e "falta de trabalhador qualificado" apareceram como a segunda e terceira maior preocupação para 53% e 34% dos consultados, respectivamente.
Os  dados fazem parte do Índice de Confiança do Agronegócio (IC Agro), apurado pelo Departamento de Agronegócio da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) em conjunto com a Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB).
Segundo Antonio Carlos Costa, gerente do departamento do agronegócio da Fiesp, a alta do dólar influenciou novamente o resultado. "Se por um lado impacta positivamente no aumento dos preços das commodities, por outro, encarece parte significativa dos insumos agropecuários."
Quando questionados sobre as intenções de investimentos, 67% dos agricultores responderam que pretendem aumentar o padrão tecnológico de suas lavouras. Destes, 77% mencionaram que iriam investir em "sementes mais produtivas". "Controle de pragas, erva daninhas e doenças" e "fertilizantes diferenciados", vêm em seguida com 47% das respostas.
Dentre os pecuaristas, 62% investirão em tecnologia, sendo "nutrição a pasto" e "reforma ou recuperação de pastagens" os itens mais citados, com 85% e 83%, respectivamente. O bom resultado no caso da pecuária de corte é reflexo da recuperação do setor, iniciada em 2014.
Veja o Índice de Confiança do Agronegócio na íntegra, no site: http://www.icagro.com.br/
Fonte Original: Assessoria de imprensa