Boi internacional


Entre 2000 e 2014 a receita brasileira com a exportação de carne bovina saltou 727%, saindo de US$ 779 milhões para US$ 6,4 bilhões. Ao todo são 151 clientes internacionais, para o produto in natura e 103 para a produção industrializada. O levantamento foi divulgado pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), confirmando que a proteína está entre os principais produtos da pauta exportadora do país.
O crescimento é sustentado em três fatores chave no mercado internacional: aumento da renda, mudança nos hábitos de consumo e crescimento populacional. Com a abertura de novos mercados como Estados Unidos e Japão os pecuaristas brasileiros podem sentir novo aquecimento na demanda.
A expansão faz do Brasil o segundo maior fornecedor mundial de carne bovina, com 17% de participação nas vendas mundiais. Somente os Estados Unidos tem presença maior, de 19% do volume. Estima-se que a oferta global chegará a 59,7 milhões de toneladas neste ano. Só no mercado brasileiro a cadeia produtiva da carne movimenta recursos de R$ 167,5 bilhões ao ano, gerando perto de sete milhões de empregos, aponta a CNA.

Fonte original: Gazeta do Povo