Produção Paulista


A produção agropecuária em São Paulo em 2014 foi afetada com maior ou menor intensidade, dependendo do produto e da época do ano em que ocorreu o seu desenvolvimento, pela falta de chuvas, altas temperaturas e radiação solar, que acarretaram perdas econômicas, por redução de produtividade e também por decisão de agropecuaristas de não plantarem ou de reduzirem áreas e/ou rebanhos, tendo em vista a elevação dos riscos, aponta a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, por meio do Instituto de Economia Agrícola (IEA/Apta) e da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati).
O VPA do Estado de São Paulo de 2014, em moeda corrente está estimado em 59,9 bilhões de reais, 0,7% inferior ao resultado do ano anterior. Porém, quando deflacionado pelo IPCA/IBGE, o VPA de 2014 apresenta queda real de 7,1%. Dentre os 53 produtos analisados, a cana-de-açúcar ocupa a primeira posição com 42,5% do total do estado, seguido pela carne bovina com 12,2%. “Somados, os dez primeiros produtos que aparecem no ranking do VPA respondem 83,4% do total, sendo seis de origem vegetal e quatro de origem animal”, afirmam José Roberto da Silva, Paulo Coelho, Denise Caser, Eder Pinatti, Carlos Roberto Bueno, Eduardo Castanho e Danton Bini, pesquisadores do IEA responsáveis pelo levantamento.
Enquanto o VPA da cana-de-açúcar apresentou queda de 5,4%, basicamente em função da redução de 9% no volume produzido, o VPA da carne bovina acusou crescimento de 15,7%, mesmo com redução de 7,0% na produção, a elevação de 24,3% nos seus preços compensou amplamente a queda na produção. A laranja para indústria é a única fruta que aparece entre os dez produtos de maior. No grupo de Frutas Frescas, o VPA da banana destaca-se, passando da 13ª posição em 2013 para a 11ª colocação em 2014, apresentando elevação de 25,3% em função de aumento expressivo em seus preços, compensando largamente a redução de 2,5% na produção. Entre os dez primeiros colocados no ranking, o melhor desempenho foi o do café beneficiado, apresentando crescimento de 62,2%, decorrente de elevação de 47% e de 11%, respectivamente, nos preços e no volume produzido com consequente evolução da 10ª posição em 2013 para a 7ª em 2014.
O secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, destaca que a estimativa do Valor da Produção Agropecuária (VPA) de 2014, baseada em dados obtidos por meio dos levantamentos sistemáticos de previsões e estimativas de safra, realizados em todos os municípios do estado pelo Instituto de Economia Agrícola (IEA) e pela Coordenadoria de Assistência Técnica Integral, permite verificar o incremento do desempenho das atividades agropecuárias paulistas. “Orientados pelo governador Geraldo Alckmin estamos cada vez mais próximos do setor produtivo e essa é uma forma de atuação da nossa secretaria”, destacou.