Colheita cresce


A colheita de grãos em São Paulo está prevista em 7,25 milhões de toneladas. Esse número representa um acréscimo de 14,5% na produção em relação à safra 2013/14. Os dados foram divulgados pelo Instituto de Economia Agrícola (IEA).
De acordo com o levantamento, as culturas que apresentaram o melhor desempenho na lavoura foram o amendoim da seca (alta de 68,3%), a soja primeira safra (+34,3%) e o milho primeira safra (+14%). Entre os itens que tiveram queda na produção, o destaque vai para soja safrinha (-73,2%), algodão (-65,6%) e feijão da seca (-22,4%). “Essas quedas são reflexos da diminuição das áreas cultivadas, uma vez que essas culturas apresentaram ganhos de produtividade”, afirma a nota divulgada pelo instituto.
A área plantada deve ser 17,4% em relação aos dados obtidos na safra passada. Pesquisadores da entidade apontam a alta no custo de produção como principal fator para a área ser reduzida.
Nas lavouras de café, a produção deve crescer. Segundo a estimativa, a colheita do grão será de 3,9 milhões sacas (239,9 mil toneladas) de café beneficiado, alta de 1,2% sobre os números atingidos na temporada anterior.

Cana-de-açúcar e laranja

A cana-de-açúcar e a laranja, que são os dois principais produtos agrícolas do Estado, apresentaram resultados distintos na estimativa do IEA. O levantamento indica alta de 2,5% nesta safra na produção de cana, com um volume de 414 mil toneladas e rendimento de 74,5 tonelada/hectares.
Já para a laranja, a expectativa é de que a produção atinja 284,89 milhões de caixas de 40,8kg em 2014/15, uma redução de 2% sobre os números obtidos na safra passada. O instituto relacionou o resultado negativo na produção da fruta com as condições climáticas adversas, especialmente as altas temperaturas que prejudicaram a formação e o desenvolvimento dos pomares paulistas.

Fonte original: Universo Agro