Participação maior


Os Estados do Amapá e Tocantins foram os que mais aumentaram sua participação na área plantada brasileira entre os anos de 1994 a 2010, segundo um estudo recentemente divulgado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA).

Dentro destes estados, as mesorregiões que se destacaram foram o norte e sul do Amapá e a parte oriental do Tocantins.

Em relação as mesorregiões identificadas com maior ritmo de expansão estão também algumas fronteiras agrícolas consideradas estabilizadas, como São José do Rio Preto (SP), Alto Paranaíba/Triângulo Mineiro (MG) e o norte central do Paraná.

Ainda segundo o IPEA, outras mesorregiões se evidenciaram individualmente por causa do aumento absoluto de área plantada. É o caso do norte mato-grossense, sul goiano, sudoeste de Mato Grosso do Sul, extremo oeste baiano, sudeste mato-grossense, Triângulo Mineiro, nordeste mato-grossense, São José do Rio Preto, sul maranhense e norte central paranaense.

Para medir o crescimento de área plantada nas mesorregiões brasileiras, o estudo tomo como base os dados da Pesquisa de Produção Agrícola Municipal e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Foram utilizadas análises de grupamentos para identificar similaridades entre as mesorregiões agrícolas.