Evitar as pragas


A Secretaria de Defesa Agropecuária publicou, no Diário Oficial da União (DOU) de sexta-feira, 21 de fevereiro, a convocação de empresas interessadas em dar continuidade à avaliação dos pleitos de Análise de Risco de Pragas pelo Departamento de Sanidade Vegetal do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).
A Análise de Risco de Pragas (ARP) é um dos dispositivos que o Departamento de Sanidade Vegetal do Mapa aciona para garantir a segurança do mercado brasileiro nos processos de importação de produtos vegetais. Isto é, trata-se de uma das ações da política internacional para evitar que pragas que não existem no país, adentrem o Brasil. Todos os países adotam esse procedimento para proteger seus mercados.
Dada a extensa demanda de análises que vêm se acumulando desde 2003, o Mapa instaurou um processo administrativo para saber quais dos pedidos protocolados ainda são de interesse das empresas internacionais. ‘’A intenção é organizar estrategicamente o Brasil, de acordo com a demanda do mercado internacional, sabendo quais das empresas que fizeram a solicitação ainda têm interesse na avaliação do Mapa”, comenta Luis Eduardo Rangel, diretor do Departamento de Sanidade Vegetal do Mapa.
Além da convocação, haverá um workshop sobre análise de risco organizado pelo Mapa, que visa elaborar novas propostas organizadas junto aos exportadores, às embaixadas e às empresas que prestam serviços de análise de risco de pragas.