Destino correto


No primeiro trimestre de 2014, o Sistema Campo Limpo (logística reversa de embalagens vazias de defensivos agrícolas), formado por agricultores, fabricantes representados pelo Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (inpEV), canais de distribuição e com apoio do poder público, encaminhou para o destino ambientalmente correto 1.321 toneladas de embalagens vazias de agrotóxicos em São Paulo. A quantidade é 7% maior, se comparado ao mesmo período do ano passado.
De acordo com o levantamento realizado pelo inpEV, entre janeiro e março deste ano, foram retiradas do meio ambiente dez mil toneladas e meia do material em todo o País. O resultado ultrapassa o total destinado no ano anterior, 14% a mais.