Investimento em projetos


"Quando o governador me convidou para assumir a pasta ele me pediu atenção aos pequenos e médios produtores. Não há outro meio de fazer isso se não com cooperativismo e associativismo", diz a secretária de Agricultura do Estado de São Paulo, Mônika Bergamaschi. A cinco meses do fim de sua gestão, ela afirma que a pasta destinou cerca de R$ 46 milhões ao setor cooperativista este ano, com 113 projetos aprovados no programa Microbacias II.
Com mais de quatro mil produtores assistidos, o Microbacias II é um dos principais programas da Secretaria de Agricultura e Abastecimento (SAA) e atua no acesso ao mercado para agricultores familiares. "Temos outros R$ 45 milhões à disposição para esse programa e estamos na quinta chamada pública. A cada chamada são disponibilizados entre R$ 15 e R$ 16 milhões às cooperativas do estado", diz.
A SAA está, basicamente, estruturada em quatro categorias principais: pesquisa, assistência técnica, defesa agropecuária e fomento ao cooperativismo. Cada categoria é gerida por coordenadorias que recebem ou fomentam demandas - como no caso da área de pesquisas - que formarão os projetos da pasta. "Ainda temos R$ 75 milhões disponíveis para apoio a projetos", comenta.
Os produtores interessados no programa devem procurar uma das 594 Casas de Agricultura espalhadas pelo estado, locais que recebem as demandas do setor.
Informações: http://www.cati.sp.gov.br/microbacias2/oprojeto.php
Fonte: DCI - Diário do Comércio & Indústria